Meu Perfil
BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, Homem, de 20 a 25 anos, Portuguese, English, Quadrinhos / Filmes / Games



Histórico


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 UOL - O melhor conteúdo
 Eu Compro as Flores
 Paréntesis
 Kaputt
 Espaço Sideral
 SuperNova Coletivo de Dramaturgos
 Blog do Tas
 Blog do Rafinha Bastos
 Blog do Danilo Gentili
 Blog do Rafael Cortez
 Blog do Felipe Andreoli


 
1000 P/m - Mil pensamentos por minuto


Coração bate rápido.

Como o solo de um baterista virtuoso.

E forte.

Como o relâmpgo que explode ao meu lado.

Relâmpago esse que ilumina tudo ao meu redor.

E essa luz dá forma aos meus sonhos.

Dos mais variados, dos mais fantasiados.

No sonho sou tudo e sou nada.

Sou começo e fim.

Sou deus de mim.

Coração bate rápido e bate forte.

A batida é ritmada, como uma dança tribal.

Que me transfere para fora da existência.

Viajo pelo vale do inconsciente.

Eu, meus sonhos e os sonhos do mundo.

O coração bate forte e rápido.

Forte e rápido como um rio caudaloso.

Nado nesce rio, como um peixe desesperado.

O rio segue a caminho do mar.

Chega no mar, com força e velocidade.

Agora sou um carangueijo que sai da água cambaleante.

Vejo ao longe uma dama.

Morena e bela.

Ela me espera.

Eu me aproximo, temeroso.

Ela também.

Ela me pega em suas mãos.

Eu me escondo em meu casco.

Ela me toca.

Toque quente e carinhoso.

Ela me beija.

Olho em seus olhos com meus olhos de carangueijo.

Me vejo em seus olhos e em seu pensamento.

Me desfaço em suas mãos.

Acordo.

Sorrio.

Vejo você ao meu lado.

 

-------------------

 

Até a próxima!!!



Escrito por Snarf às 20h34
[] [envie esta mensagem] [ ]



Hà coisas que não canso de pensar...mas não consigo dizer.

Engulo as palavras e junto com elas o choro e o grito.

Tudo parece querer desmoronar.

O mundo inteiro esta para ruir sob meus pés.

Olho para os outros procurando abrigo.

Não encontro um olhar de ajuda.

Todos viram o rosto, ou ignoram minha existência.

Como sempre ignoraram.

É sou um idiota, como sempre, desesperado.

Sofro pelo que não existe.

Sinto o que não existe.

Sou o que não existe.

Quero o meu mundo e meus sonhos de volta.



Escrito por Snarf às 00h50
[] [envie esta mensagem] [ ]




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]